Dino Parque, na Lourinhã

0e63d875-6fb5-4f6a-a593-56f9c0026de0“Vamos ver os dinossauros, queres ir?” Perguntava eu. “Não!” Respondia o Tiago. “Porquê? Tens medo?” E depois de pensar um pouco ele respondia: “Sim!”. E eu dizia sempre: “Não precisas ter medo, os dinossauros são amiguinhos!”. Antes de entrar no parque ouvi-o repetir várias vezes “Os dinossauros são amiguinhos”, e o medo desapareceu! Continuar a ler

Anúncios

Uma escapadinha a Lourinhã, a Capital dos Dinossauros

8b89f6d3-22fa-41b8-91a4-922f7ce75243Mini férias por altura do aniversário do mais novo e decidi que não haveria melhor forma de festejar do que passar uns dias em família e proporcionar às crianças novas experiências. E porque não visitar os dinossauros? Continuar a ler

6º Festival de Sopas e Encontro de Ranchos de Sernancelhe

c94111e0-6639-4f0b-acdc-75fbd5757873Mais uma viagem à aldeia e desta vez esperava-nos um programa cultural já que se realizava o 6º Festival de Sopas e Encontro de Ranchos, festival este onde se privilegiam os produtos da terra em sopas confeccionadas por associações do concelho e que junta o melhor da gastronomia tradicional, artesanato e folclore, proporcionando desta forma uma viagem pela história, pela cultura e pelos sabores. Momentos de convívio, animação e boa disposição estão garantidos! Continuar a ler

Um café em Santa Maria da Feira

photo 03-02-19, 16 40 29 (1)Santa Maria da Feira é mais do que o seu castelo e por isso nada melhor do que, dada a sua proximidade, a visita para tomar um café e dar um passeio pelas ruas da cidade. Um passeio a pé, porque é definitivamente assim que eu gosto de conhecer os lugares, os cheiros e as gentes, é assim que eu gosto de, nem que seja só por alguns minutos, fazer parte da “história” daquele lugar e deixar que ele faça parte da minha história. Continuar a ler

Somos todos diferentes (e um passeio fotográfico)

photo 27-01-19, 15 51 25-1Somos todos diferentes, temos gostos diferentes e personalidades diferentes. Alguns traços mais rígidos, outros mais fáceis de trabalhar… Sempre fui uma pessoa mais introvertida e com uma certa timidez, muitas vezes achei a opinião dos outros bem mais importante que a minha e vi a vida de uma certa maneira pessimista. Mas uma pessoa cresce, aprende e percebe que isto da vida tem muito que se lhe diga e, afinal, mais não é do que a forma como se percebe e encara a realidade. Percebi que nunca será possível agradar a toda a gente e que a questão do copo meio vazio/meio cheio faz todo o sentido. Continuar a ler