Travel Diary: Porto Santo

ddee03b3-a733-4343-b79b-2b2bad0d50b1Nos últimos tempos temos escolhido sempre ficar de férias em apartamentos porque nos permite manter de certa forma a maioria das rotinas e torna as coisas muito mais fáceis para a nossa logística familiar. No entanto estava mesmo a precisar daquelas férias de fazer o mínimo possível e apesar de eu ser daquele tipo de pessoas que adora explorar, o meu corpo pedia descanso completo. Decidimos então arriscar e escolher um hotel com tudo incluído num sítio calmo e pequeno (para eu não sentir que ficava a perder muito já que não haveria muito para conhecer). Eram algumas as opções mas acabamos por nos decidir por Porto Santo.

Em pleno Oceano Atlântico podemos encontrar a ilha de Porto Santo que pertence à Região Autónoma da Madeira. Tem cerca de 42,5 km2 de área com 11km de comprimento e 6km de largura. Apesar de se localizar muito perto da ilha da Madeira é completamente diferente, apresentado um solo arenosos e pobre em nutrientes, uma pluviosidade muito baixa e uma bela praia com 9km de comprimento. É conhecida como a Ilha Dourada e a sua principal indústria é o turismo, embora seja muito sazonal. De temperaturas amenas durante todo o ano é um pequeno paraíso onde tudo acontece a um ritmo calmo, convidando à descontração e relaxamento.

A primeira viagem de avião das crianças! Confesso que estava com algum receio de que as coisas não corressem muito bem mas foi uma prova superada! Comprei uns cadernos de actividades para os dois que guardei para a viagem para serem novidade e que resultaram muito bem! O único problema foi que na viagem de ida o avião saiu com algum tempo de atraso e esses tempos de espera são os mais difíceis, mas lá conseguimos entretê-los. Nenhum deles teve medo, o Tiago estava inclusivamente entusiasmado graças aos desenhos animados Super Wings e para ele ia andar no Jett (que é um avião na série). Com o Diogo tivemos alguma dificuldade em mantê-lo sentado com o cinto durante a descolagem e aterragem porque, como é muito pequenino, só queria estar de joelhos no banco. Também se queixou um bocadinho dos ouvidos, mas nada que umas bolachinhas não resolvessem!

O hotel escolhido foi o Pestana Colombos que me deixou agradavelmente surpreendida relativamente ao respeito pelo meio ambiente. Não só em termos de construção e cuidados com o jardim que mais parece que se funde com o meio envolvente mas também em relação à grande problemática do plástico. Para além do cuidado com a reciclagem não existem palhinhas, nem copos de plástico descartáveis, nem colheres de plástico e até existiam máquinas de água em alguns pontos do hotel para podermos encher as garrafas. Gostei imenso das instalações e podíamos ainda usufruir dos serviços do hotel Pestana Porto Santo que se encontrava mesmo ao lado, nomeadamente restaurantes, spa, piscina maior com animação e kids club (que não existia no nosso). Fomos investigar mas confesso que estava mais numa onda de sossego e tranquilidade e por isso ficamos mesmo pela nossa piscina, que quando a mim era perfeita. Já para não falar naquela piscina interior aquecida que fez as nossas delícias nos finais de tarde mais frescos!

Manhãs de praia e tardes de piscina assim era o programa, fomos surpreendidos pelo Tiago destemido a correr à beira mar, sem medo das ondas. Já o irmão continua medricas pedindo sempre a mão. Os primeiros dias foram um bocadinho mais difíceis com o Tiago a fazer imensas birras, principalmente às refeições, talvez pelo excesso de estímulos ou pela diferente confecção da comida, o que é certo é que precisei de uma dose extra de paciência! Decidimos também fazer um passeio pela ilha em Jeep o que também foi uma decisão agridoce, se por um lado adorei conhecer um pouco da ilha por outro foi um verdadeiro teste à nossa paciência já que o Tiago esteve o tempo todo a pedir para ir para a casa de férias e a fazer birras… nalgumas paragens foi mesmo difícil controlar o seu comportamento desadequado… foi um passeio tão giro e gostava mesmo que ele tivesse aproveitado…

Agora em relação ao passeio de Jeep…

img_20190921_140356

Saímos em direcção ao Miradouro das Flores, mesmo em frente ao Ilhéu da Cal, com vista para a praia e Vila Baleira. Com bom tempo consegue-se mesmo ver ao longe a ilha da Madeira, e aquelas maravilhosas águas a chamar por nós e a convidar a uns mergulhos…

Seguiu-se o Miradouro da Ponta da Canaveira, situado na ponta oeste da ilha com vista para o Ilhéu do Ferro, onde podemos observar uma paisagem completamente rochosa.

Depois foi a vez de uma paragem interessante no Pico da Ana Ferreira onde pudemos observar estas colunas prismáticas causadas por actividades vulcânicas há milhares de anos. Achei muito giro principalmente porque não fazia ideia que nós também tínhamos destas coisas por cá!

d0230377-25e8-4b8a-a3de-c176bf38095a

Entretanto fizemos uma pequena paragem na Quinta das Palmeiras mini-zoo botânico que é um pequeno espaço com várias espécies de aves e uma vegetação luxuriante. Está muito bem cuidado e parece um oásis no meio desta ilha meio deserta… o passeio por aqui é muito agradável e aconselho, principalmente para quem viaja com crianças.

Prosseguimos caminho e encontramos o animal mais perigoso da ilha! Mas sem stress que este gorila é muito preguiçoso e não sai do sítio…

Pequena paragem no Porto das Salemas onde existe uma pequena praia que só se acede por Jeep e depois de uma caminhada em terra batida. Na maré baixa formam-se pequenas piscinas naturais entre as rochas. O acesso nao é fácil mas deve valer bem a pena!

3c67ed91-115d-4edb-b17b-d5c7b4e317ca

A paragem seguinte foi na Casa da Serra, uma casa museu onde é possível ficar a conhecer a história dos hábitos e costumes do povo de Porto Santo e onde se podem comprar produtos regionais.

f932eb9a-eb5d-4cf5-941c-af4bd3467112

A viagem terminou no Miradouro da Portela, talvez o mais conhecido e paragem obrigatória. Tem uma excelente vista sobre o litoral e a sua maravilhosa praia a perder de vista.

O objectivo das férias de descansar e relaxar foi conseguido (na medida do possível e do que pretendíamos) e a despedida foi difícil… o Tiago foi a chorar o caminho todo para o aeroporto… e confesso que até eu tinha vontade de chorar! O que é bom acaba depressa e agora… até para o ano férias!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s