Uma escapadinha a Lourinhã, a Capital dos Dinossauros

8b89f6d3-22fa-41b8-91a4-922f7ce75243Mini férias por altura do aniversário do mais novo e decidi que não haveria melhor forma de festejar do que passar uns dias em família e proporcionar às crianças novas experiências. E porque não visitar os dinossauros?

Aproveitei o tema e a visita ao Dino Parque para marcar uns dias na Lourinhã, mudar um pouco de ares e explorar um pouco mais o nosso lindo país. Uma viagem planeada mas sem grandes planos, até porque agora são as crianças que ditam o ritmo das viagens.

Localizada na Região do Oeste e com cerca de 12 km de costa marítima, Lourinhã não é cidade, mas também não é campo, e sim uma simbiose interessante de se conhecer. Um local calmo, que era mesmo o que precisava, mas cheio de histórias para contar. Percorremos as suas ruas, haverá melhor forma de se conhecer os locais? Para mim não, e é assim que gosto de o fazer, percorrer as ruas, sentir os cheiros, ouvir as gentes… Cidade pequena e fácil de conhecer, uma pequena caminhada levou-nos do centro da cidade à Igreja de Santa Maria do Castelo, de estilo gótico e tão bem enquadrada. Os miúdos até nem reclamaram muito, valeu as “pegadas” de dinossauro, espalhadas pelas ruas mais centrais, para incentivarem a brincadeira.

Dizem que o museu da Lourinhã é imperdível, mas decidimos não visitar, o Tiago tem muitas reservas quanto a locais desconhecidos, principalmente locais fechados. Anda numa fase de muitas birras e sinceramente não tive energia para tentar ir com ele e arriscar a ser um grande drama! Decidi optar pelo simples e mais seguro, e estou feliz com a minha decisão!

A próxima paragem foi os Moinhos de Vento da Pinhôa, em Moita dos Ferreiros, tão bem preservados e com uma vista fantástica sobre os terrenos cultivados em redor. Pouco é necessário para as crianças se divertirem, neste caso bastaram uns desenhos no chão! Ainda conseguimos tirar uma fotografia em família, incluindo os adotados Panda e Mickey, que acompanham o pequeno em todas as aventuras!

O dia seguinte ficou reservado à costa, começamos pelo Forte de Paimogo, na praia de Paimogo, construído no tempo da guerra contra a Espanha, após a restauração da independência e a vista vale completamente a pena a visita! Fizemos o percurso pela costa e terminamos na Praia da Areia Branca, uma das praias mais conhecidas da região e com inúmeras infra-estruturais de apoio. Demoramo-nos por aqui, a aproveitar o bom tempo, o cheiro a maresia, a paisagem e entregámo-nos ao “dolce far niente”!

Apesar de não ter nenhuma referência nas minhas pesquisas de organização das férias decidimos ir um pouco à descoberta e fomos parar à Praia de Porto das Barcas, que vale totalmente a visita! Palavras para quê, acho que as fotografias falam por si! Já para não falar no facto de as crianças terem adorado o grande peixe!

Terminamos as férias com chave de ouro, a visita ao Dino Parque, que ficará para o próximo post de forma a não tornar este demasiado extenso e cansativo! Até já!

photo 29-03-19, 16 08 08

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s